Manual de Redação do Enem 2018

A Cartilha da Redação do Enem 2018 foi divulgada na última sexta-feira, 28, pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). Publicada anualmente, o manual reúne as informações necessárias para os candidatos que vão prestar o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) sobre a metodologia de avaliação da redação. O guia de redação do Enem 2018 também está disponível em vídeo em Língua Brasileira de Sinais (Libras), para surdos e deficientes auditivos.
As competências avaliadas e quais os critérios utilizados para correção dos textos podem ser encontradas no guia do Enem redação. Além disso, também traz as redações que obtiveram nota máxima no Enem 2017. São dois os avaliadores que atribuirá uma nota entre 0 e 200 pontos para cada uma das cinco competências. A soma desses pontos comporá a nota total de cada avaliador, que pode chegar a 1.000 pontos. A nota final do participante será a média aritmética das notas totais atribuídas pelos dois avaliadores.

O que mudou na redação do Enem 2018

Pela primeira vez, o Inep retirou da lista de razões que atribui nota zero na redação o item “desrespeito aos direitos humanos”. Essa mudança aconteceu em 2017, por conta de uma decisão judicial e o Ministério da Educação (MEC) informou que para “garantir tranquilidade aos participantes” iria respeitar a decisão. Apesar de não ser mais motivo para anular a redação, o tópico ainda está presente na cartilha e faz parte da competência 5, “Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos”. O que isso quer dizer?
“A prova de redação do Enem sempre assinalou a necessidade de o participante respeitar os direitos humanos (DH), e essa determinação está na matriz de referência da redação do Enem. Conforme a matriz, as redações que apresentarem propostas de intervenção que desrespeitem os direitos humanos serão penalizadas na Competência 5.” – Manual de Redação do Enem 2018.
Ou seja, desrespeitar os diretos humanos na redação não faz com que o participante leve nota zero. Porém, esse posicionamento também não garante que receba a tão almejada nota mil. Como a nota final representa a soma de cada uma das cinco competências, caso o candidato apresente em sua redação uma proposta de intervenção que desrespeite os direitos humanos, poderá receber menos pontos nessa competência e não alcançar uma excelente nota. Por isso, vale ficar atento.

Tema redação do Enem 2018

Os candidatos só irão saber qual é o tema da redação do Enem 2018 no dia da prova. No entanto, existem algumas dicas de como fazer uma redação para o Enem com excelência. Uma delas é pesquisar sobre os temas de redação Enem anos anteriores e treinar no modelo exigido pelo Exame: dissertativo-argumentativo. Além disso, já publicamos aqui no E+B Educação alguns temas que provavelmente cairão na redação do Enem 2018. Como a proposta é pautada em assuntos que giram em torno de temas da atualidade, vale ficar atento aos noticiários e sites de jornais.

Calendário Enem 2018

As provas do Enem 2018 serão aplicadas em dois domingos consecutivos, 4 e 11 de novembro. No primeiro dia, com duração de 5 horas e 30 minutos, as áreas de conhecimento abordadas serão: Linguagens, Códigos e suas Tecnologias, Ciências Humanas e suas Tecnologias e a Redação. No segundo dia de prova do Enem 2018 os candidatos terão 5 horas para responder questões ligadas à Ciências da Natureza e suas Tecnologias e Matemática e suas Tecnologias.
Cartilha do Participante – Redação no Enem 2018
Cartilha do Participante – Redação no Enem 2018 em Libras
Avalie esta Postagem
0 comments… add one

Leave a Comment