Universidades com vagas para o Sisu 2019

O que é o Sisu 2019?

Sisu é a sigla para Sistema de Seleção Unificada, é um programa do Ministério da Educação onde são oferecidas vagas de graduação para todas as instituições públicas com graduação superior.

O sistema é totalmente virtual e as inscrições nele são abertas duas vezes ao ano, uma para o primeiro semestre e outra para o segundo. Confira as Universidades com vagas oferecidas pelo Sistema de Seleção Unificada, que utiliza as notas do Enem para ingresso em seus diversos cursos de graduação.

Veja também: Resultado do Enem 2019

NORTE

Acre

IFAC – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Acre – 520 vagas

UFAC – Universidade Federal do Acre – 1.815 vagas

Amazonas

UFAM –  Universidade Federal do Amazonas – 2.720 vagas

IFAM – Instituto Federal do Amazonas – 608 vagas

Amapá

IFAP – Universidade Federal do Amapá – 560 vagas

Unifap – Universidade Federal do Amapá – 674 vagas

UEAP – Universidade Estado do Amapá – todas as vagas pelo Enem, mas sem aderir ao SiSU

Pará

IFPA – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará – 1140 vagas

Rondônia

IFRO – Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia de Rondônia – 328 vagas

Roraima

IFRR – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Roraim – 146 vagas

NORDESTE

Alagoas

IFAL – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Alagoas – 540 vagas

Bahia

IFBA – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia – todas as vagas pelo Enem/SiSU

IFBAIANO – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Baiano – todas as vagas pelo Enem/SiSU

UESB – Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia –  615 vagas

UFBA – Universidade Federal da Bahia – 4442 vagas

UNEB – Universidade do Estado da Bahia – 843 vagas

Ceará

IFCE – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará – todas as vagas pelo Enem/SiSU

UFCA – Universidade Federal do Cariri – 600 vagas

UNILAB – Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-brasileira – 256 vagas

Maranhão

IFMA – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão – 1.640 vagas

UFMA – UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO – 2.360 vagas

Paraíba

IFPB – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba – 1.260 vagas

UFCG – Universidade Federal de Campina Grande – 3.150 vagas

UFPB – Universidade Federal da Paraíba – 7835 vagas

Pernambuco

IF SERTÃO – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sertão Pernambucano – todas as vagas pelo Enem/SiSU

UFRPE – Universidade Federal Rural de Pernambuco – todas as vagas pelo Enem/SiSU

Piauí

UFPI – Universidade Federal do Piauí – todas as vagas pelo Enem/SiSU

Rio Grande do Norte

IFRN – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte – todas as vagas pelo Enem/SiSU

UFERSA – Universidade Federal Rural do Semi-árido – todas as vagas pelo Enem/SiSU

Tocantins

IFTO – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Tocantins
Centro-Oeste – 567 vagas

CENTRO-OESTE

Distrito Federal

IFB – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Brasília – 922 vagas

Goiás

IFG – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Goiás – todas as vagas pelo Enem/SiSU, exceto cursos que exigem prova de aptidão (THE)

Mato Grosso do Sul

IFMS – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso do Sul – 1000 vagas

UFMS – Universidade Federal de Mato Grosso do Sul – 3.674 vagas

SUDESTE

Espírito Santo

IFES – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Espírito Santo – todas as vagas pelo Enem/SiSU

UFES – Universidade Federal do Espírito Santo – todas as vagas pelo Enem/SiSU

Minas Gerais

CEFET/MG – Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais – todas as vagas pelo Enem/SiSU

IF SUL DE MINAS – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sul de Minas Gerais

IFMG – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Minas Gerais

IFNMG – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Norte de Minas Gerais

IFSEMG – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sudeste de Minas Gerais

IFTM – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Triângulo Mineiro – todas as vagas pelo Enem/SiSU

UFJF – Universidade Federal de Juiz De Fora – 70% das vagas pelo Enem/SiSU; o restante é pelo vestibular seriado (Pism)

UFLA – Universidade Federal de Lavras – 60% das vagas pelo Enem/SiSU; o restante é pelo vestibular seriado (PAS), o Enem substitui as provas da 3ª etapa

UFOP – Universidade Federal de Ouro Preto – todas as vagas pelo Enem/SiSU, exceto para os cursos que exigem teste de habilidade específica (THE)

UFSJ – Universidade Federal de São João Del Rei – todas as vagas pelo Enem/SiSU

UFTM – Universidade Federal do Triângulo Mineiro – todas as vagas pelo Enem/SiSU

UFV – Universidade Federal de Viçosa – todas as vagas pelo Enem/SiSU

UFVJM – Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri – metade das vagas pelo Enem/SiSU; o restante é pelo vestibular seriado (SASI), sendo que o Enem substitui as provas da 3ª etapa

UNIFAL – MG – Universidade Federal de Alfenas – todas as vagas pelo Enem/SiSU

UNIMONTES – Universidade Estadual de Montes Claros – 60% das vagas pelo Enem/SiSU

Rio de Janeiro

CEFET/RJ – Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca – todas as vagas pelo Enem/SiSU

IF FLUMINENSE – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Fluminense – todas as vagas pelo Enem/SiSU

IFRJ – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro – todas as vagas pelo Enem/SiSU

UFF – Universidade Federal Fluminense – todas as vagas pelo Enem/SiSU

UFRJ – Universidade Federal do Rio de Janeiro – todas as vagas pelo Enem/SiSU, exceto cursos que exigem prova de habilidade específica (THE)

UFRRJ – Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro – todas as vagas pelo Enem/SiSU, exceto cursos que exigem prova de habilidade específica (THE)

UNIRIO – Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro – todas as vagas pelo Enem/SiSU

São Paulo

IFSP – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo – todas as vagas pelo Enem/SiSU

SUL

Paraná

UTFPR – Universidade Tecnológica Federal do Paraná – todas as vagas pelo Enem/SiSU

Santa Catarina

UDESC – Fundação Universidade do Estado de Santa Catarina25% das vagas do Vestibular do 1º semestre (Vestibular de Verão) são preenchidas pelo Enem/SiSU

IFSC – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Santa Catarina – metade das vagas pelo Enem/SiSU

UFFS – Universidade Federal da Fronteira Sul- todas as vagas pelo Enem/SiSU

Rio Grande do Sul

IFRS – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul – metade das vagas pelo Enem/SiSU

IFSUL – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Sul-rio-grandense – metade das vagas pelo Enem/SiSU

UFPEL – Universidade Federal de Pelotas – todas as vagas pelo Enem/SiSU

UFSM – Universidade Federal de Santa Maria – todas as vagas pelo Enem/SiSU

FURG – Universidade Federal do Rio Grande – todas as vagas pelo Enem/SiSU e cursos a distância pelo Enem

Leia também: Confira as 5 competências avaliadas na redação do Enem
Saiba mais: Desrespeito aos Direitos Humanos não atribui nota zero a redação do Enem | Como fazer uma boa conclusão na redação – passo a passo

Confira as 5 competências avaliadas na redação do Enem

Para fazer uma boa dissertação no Enem entender como funciona as cinco competências (critérios) oficiais para correção da sua redação, pode ser decisivo. Nas seleções do FiesProuni e Sisu com a redação anulada, é praticamente impossível participar. Em grande parte das seleções, a nota da redação equivale a 50% da sua média final. A nota desse texto dissertativo-argumentativo é importantíssima para passar em inúmeros processos seletivos e vestibulares do Brasil. Sendo

No texto cada competência é avaliada com até 200 pontos. A seguir, confira os critérios de correção da redação (segundo o manual do Inep).

Leia também: Como tirar nota 1000 na Redação do Enem?
Saiba mais: Desrespeito aos Direitos Humanos não atribui nota zero a redação do Enem | Como fazer uma boa conclusão na redação – passo a passo

As cinco competências avaliadas na redação:

Competência 1: Demonstrar domínio da norma culta da língua escrita 

A primeira competência está relacionado a gramática do seu texto e avalia o domínio da norma culta da Língua Portuguesa. Será avaliado se o texto possui marcas de oralidade, se ele obedece às regras de concordância e regência nominal e verbal, pontuação, flexão de nomes e verbos, grafia de palavras – como por exemplo acentuação e empregos de letras maiúsculas e minúsculas – colocação de pronominal e divisão silábica.

Em uma redação ótima, deve haver pouquíssimos desvios de gramática, mas isso não significa que eles são inexistentes.

Competência 2: Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo

A segunda competência avalia 1) a adequação ao gênero dissertativo-argumentativo e 2) a adequação ao tema proposto. Esta é a competência que identifica se você fugiu ao tema total ou parcialmente. Um texto dissertativo argumentativo precisa ter argumentos para defender um posicionamento (tese) sobre o tema. O tema é tangenciado se abordar apenas o assunto geral, ou apenas o tema específico…

Competência 3: Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista

A terceira competência está fortemente ligada à compreensão do tema escolhido, e a como as informações, fatos e argumentos que justificam o ponto de vista defendido são selecionados, relacionados e organizados. Será verificado se há relação de sentido entre as partes do texto, se as palavras escolhidas estão sendo empregadas da forma correta, se as ideias são apresentadas em uma ordem lógica e se o conteúdo do texto está adequado ao mundo real.

Não basta ter um repertório vasto de informações, fatos e opiniões. É necessário organizá-lo. Antes de começar a escrever, defina os exemplos que você irá citar para embasar a sua argumentação.

Competência 4: Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação

A quarta competência avalia a articulação do texto, ou seja, a forma como os parágrafos e as orações são relacionados. Para tirar uma nota boa nesta competência, você não deve repetir palavras, mas utilizar sinônimos e pronomes. A redação deve conter palavras conectivas, adjetivos e adjuntos adverbiais para encadear as orações e parágrafos. Estes recursos dão coesão ao texto.

Competência 5: Elaborar proposta de solução para o problema abordado, mostrando respeito aos valores humanos e considerando a diversidade sociocultural

A redação deve oferecer uma ideia de como solucionar o problema abordado no tema. A solução apresentada deve ter relação com a com a tese desenvolvida na redação,  ser coerente com os argumentos que foram utilizados e precisa respeitar os direitos humanos, levando em consideração valores de cidadania, liberdade e diversidade cultural. O texto precisa apresentar uma proposta, e ela deve ser desenvolvida de forma detalhada.

Apesar de detalhada, a proposta de intervenção precisa ser concisa. Você não terá mais do que um parágrafo para escrevê-la.

Você irá zerar a redação se houver:

  • Fuga total ao tema;
  • Não obediência à estrutura dissertativo-argumentativa;
  • Texto com até 7 (sete) linhas;
  • Desenhos ou imagens inadequadas
  • Folha em branco

O desrespeito aos direitos humanos não é mais um critério que zera a redação do Enem.